quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 35

- Adventure Comics 322 (Julho de 1964)

Histórias:

* "The Super-Tests of the Super-Pets" - Escrita por Edmond Hamilton e desenhada por John Forte

Proty II, o super-herói.

A Legião dos Super-Animais já era uma coisa estranha de se ver (se bem que pela ingenuidade da época...), mas um dos mascotes de super-heróis era mais estranho do que todos eles juntos: Proty II. Ele é uma espécie de massa capaz de se transformar em qualquer coisa, desde uma arma até imitar uma pessoa. Uma "coisa", enfim. Mascote do Camaleão, legionário que também é capaz de mutar para qualquer outra criatura, Proty II, apesar de sua estranha forma (ou "desforma") tinha lá seu carisma.

Os legionários se preparam para destruir de uma vez por todas a barreira temporal do Senhor do Tempo. Até mesmo a Legião dos Heróis Substitutos (agora tratados como reservas) são convocados. Para suprir a ausência dos heróis e defender sua base, Superboy busca a Legião dos Super Animais para defendê-la.

Proty II, o mascote do Camaleão muito queria ir com o seu dono, mas ele prefere que a criaturinha fique na base junto com os outros animais. Mas Proty II não é exatamente um animal. É uma "coisa", uma massa disforme ou "uma bolha" como lembram os outros animais. Mas, ainda assim, queria se integrar aos outros mascotes. Surge assim uma versão do que seria a seleção de novos integrantes. Só que agora entre os animais. E da mesma forma que os Legionários aplicam duras provas para que novos heróis possam entrar em suas fileiras, os animais também testam Proty a exaustão.

Proty II, sempre comicamente desesperado, consegue vencer todas as provas com muita criatividade (ou com toda a criatividade que uma massa disforme que pode se transformar em tudo possa ter). E o mais interessante é que, na maioria das vezes, essas provas exigem que interaja com os legionários oficiais, provando que é tão inteligente quanto os donos dos animais que estão exigindo provas de seu valor.

No final, a criaturinha torna-se o novo integrante da Legião do Super-Animais e, com sua humildade, acaba se tornando o mais improvavelmente carismático mascote dos quadrinhos.
*

Nenhum comentário: