quarta-feira, 4 de novembro de 2009

THOR - Parte 135

- Thor 69 e 70 (Novembro e Dezembro de 2003)

Histórias:

* "Earth 2170" - Escrita por Dan Jurgens e desenhada por Scot Eaton

* "Paradise" - Escrita por Dan Jurgens e desenhada por Scot Eaton

Thialfi: de ida para o futuro.

Os saltos no tempo, recurso utilizado por Jurgens, continuam. Dessa vez, vislumbramos como está o mundo de Thor no ano 2170.

Quando Asgard foi derrubada sobre Nova Iorque, o asgardiano Thialfi tentava deter o vilão futurista Zarrko de saltar no tempo, sem saber que ele estava tentando se salvar de uma situação que já sabia que aconteceria e vinha tentando avisar desde sua chegada. Asgard desabou e, aparentemente, os dois também morreram.

Porém, Thialfi foi transportado pelo aparelho de viagem do tempo de Zarrko até o ano de 2170, onde pôde ver como o mundo mudou após as mudanças impostas por Thor. Acidentalmente associado a uma mortal que leva a vida roubando pequenos mercados, o asgardiano velocista acaba sendo capturado e levado a Nova Asgard, onde reencontra um Thor aparentemente mais idoso, sem um dos olhos e um dos braços (o que aconteceu para ele ficar assim é uma das brincadeiras dos saltos no tempo, que deixam o leitor imaginar o que ocorreu até ali).

Thor, reconhecendo o velho amigo que julgava estar morto (na já citada explosão de Asgard sobre Nova Iorque, onde, agora, ficamos sabendo que vitimou Lady Sif), leva-o por uma viagem pelo mundo mostrando como acabou de vez com os conflitos, a miséria e a fome. Para surpresa de Thialfi, ele também explica que para conseguir esse intento, foi preciso acabar com certas religiões, afim de que essas terminassem com os conflitos regionais.

Outra mudança mostrada ao leitor (e não a Thialfi) é o surgimento do que parece ser um novo Thor. Trata-se de Magni, filho do deus do trovão com Encantor, que se tornou adulto e empunha um martelo encantado e um visual muito parecido com o herói do "passado". Magni, mostrando ser um jovem rebelde, apesar de honroso (tal qual seu pai foi nos tempos de herói), logo faz amizade com a jovem delinquente acompanhante de Thialfi e revela, entre outras coisas, sua antipatia para com o chefe de segurança, seu tio Loki.

Nos bastidores da história, vemos um grupo de resistência liderado pela filha da Feiticeira Escarlate (aquele bebê que nasceu em 2020... como viveu tanto é um mistério...). Esse grupo detém o martelo encantado original, que Thor deixou de ser digno de empunhar quando matou Jake Olson.
*

Nenhum comentário: