domingo, 23 de agosto de 2009

THOR - Parte 63

- Thor 459 (Fevereiro de 1993)

Histórias:

* "What Price Victory?" - Escrita por Tom DeFalco e desenhada por Ron Frenz

Última história de Tom DeFalco e Ron Frenz.

Foram muitas mudanças de visual, uniforme, identidades, poderes... Mas pode-se dizer que o saldo da dupla DeFalco e Frenz foi positivo. Se assim não fosse, não teriam ficado tanto tempo no título. Há quem diga que isto não é exatamente um mérito e sim falta de tato editorial, daqueles que teimam em deixar uma revista do jeito que está, principalmente em uma editora sem problemas de verbas como a Marvel. No entanto, a situação não é bem assim...

As mudanças propostas pela dupla, de certa forma num espaço curto considerando a quantidade delas, foram justamente reflexo de um ajuste para chamar a atenção do leitor e, assim, justificar a continuidade da revista com... lucro. Nos anos 90, a Marvel passou por um período turbulento que quase a levou a falência anos depois e a quantidade de títulos, mudanças, capas especiais e sagas eram o reflexo desesperado dessa situação. O mercado de quadrinhos como um todo, e não só na Marvel, agia dessa forma. DeFalco adequou-se a esse desafio com mudanças que ofendiam menos a inteligência do leitor do que as idéias de outros escritores (ou editores). O interessante foi acompanhar a arte de Frenz que, claramente, flertava com os traços de John Buscema e Jack Kirby, já considerados lendas dos quadrinhos e que tiveram importante participação no desenvolvimento do personagem Thor.

Na história de despedida da dupla, vemos como eles de desfazem de sua principal criação no título: Eric Masterson. O engenheiro havia assumido a identidade de Thor por um bom período, mas só havia lugar para um deus do trovão. A batalha decisiva, um previsível "Thor versus Thor", acontece na derradeira edição da equipe de criação.

Enganado pela deusa Encantor, Eric Masterson enfrenta Thor em Asgard. Com poderes equivalentes, a dupla destrói tudo em seu caminho até a cena decisiva em que um deles precisa alcançar o martelo para se garantir como detentor do poder de deus do trovão. O Thor original acaba levando a melhor e Eric sai de cena em tom de tristeza...

Odin, em sua grande benevolência e sabendo do valor de Eric como um guerreiro (apesar de meio atrapalhado, foi capaz de ir até o Inferno em busca da alma de Thor), acaba fazendo uma pequena surpresa para o mortal. Quando este bate pela última vez o cajado no chão... novamente se transforma em sua versão do Thor. Mas, ao invés de um martelo, ele agora carrega uma espécie de maça encantada, onde se vê a inscrição Thunderstrike, nome este que será usado por Eric nas aventuras futuras, bem como seu visual será diferenciado do deus do trovão.

DeFalco e Frenz assim se despedem da revista do Thor, não deixando sua criação desamparada e esquecida, mas com um novo horizonte de aventuras.
*

Nenhum comentário: