quarta-feira, 15 de julho de 2009

THOR - Parte 33

- Thor 242 a 245 (Dezembro de 1975 a Março de 1976)

Histórias:

* "When the Servitor Commands" - Escrita por Len Wein, desenhada por John Buscema
* "Turmoil in the Time-Stream" - Escrita por Len Wein, desenhada por John Buscema

* "This is the Way the World Ends" - Escrita por Len Wein, desenhada por John Buscema

* "The Temple at the End of Time" - Escrita por Len Wein, desenhada por John Buscema

Len Wein.

Gerry Conway ficou por um bom tempo escrevendo as histórias de Thor e o maior legado desse período foi... a volta de Jane Foster! Mas esqueçam a enfermeira delicada, típica dama em perigo dos anos 60. Jane foi adaptada para novos e turbulentos tempos, onde sua alma se fundiu com a deusa guerreira Sif e, além de um visual mais "mulher moderna", ela tinha muita, mas muita atitude... Logo, ela e Thor reataram o romance do passado, novamente sob a desaprovação de Odin.

Apesar da boa fase, com a saída de Conway, a revista mensal de Thor parecia estar perdida, sem rumo ou mesmo sem um substituto para o escritor. Nos meses de transição, mais de uma mente estava por trás da histórias do personagem. E, como não havia nenhum contratado que assumisse o compromisso... coube ao chefe tomar as rédeas. Len Wein, então editor da revista, também acumulou a função de principal escritor da série.

De início, Wein trouxe uma interessante aventura pelo tempo, acompanhada pelo vilão temporal Zarrko que, apesar de inimigo clássico de Thor, andava esquecido e, verdade seja dita, nunca havia sido aproveitado da forma como o escritor o tratou.

Agora, Zarrko pedia ajuda a Thor para derrotar criaturas que destruíam o Universo através de cruzamentos dentro da linha temporal. O vilão, claro, não tinha lá tão boas intenções assim. Além de utilizar uma enorme criatura conhecida como Serviçal para capturar seus aliados (e, apesar do nome, há um momento meigo em que Zarrko o chama de amigo), o viajante do tempo mostra que o futuro é dominado por ele com mão de ferro, privando a população dos confortos da tecnologia, fazendo com que se tornem seus escravos.

Tendo seu reino ameaçado, Zarrko conta com a intervenção de Thor, dos três guerreiros asgardianos (Hogum, Fandral e Volstagg) e até mesmo da aparentemente delicada Jane Foster, que tem papel importante da resolução do problema, chegando até mesmo a empunhar uma espada contra as ameaças que surgem. Zarrko, no entanto, se vê condenado a uma nova realidade, surgida em um desses paradoxos temporais comuns em histórias de mudança do tempo.

Apesar de alongada mais que o costumeiro, a aventura temporal escrita por Len Wein traz bons momentos e é o tipo de história para se ler com muita atenção, afim de se entender as complexas teorias de tempo e espaço que ali se apresentam. E a arte de Buscema, como sempre, ajuda em muito nessa viagem.
*

Nenhum comentário: