sexta-feira, 22 de junho de 2018

NESSA ARCA TEM BICHO

"É tudo verdade mesmo, galera. Eu subi até o morro para ver aquele negócio gigante. Mas daí eu torpecei... E desci rolando ladeira abaixo! Nem vi para onde estava indo. Bati a cachola e acabei desmaiando bem perto do treco estranho. E quando acordei, ouvi tudo. Eles estão construindo aquele barco gigantesco porque uma tempestade sinistra está vindo por aí, minha gente! E parece que lá só vai ter lugar para salvar alguns de nós, bichos da floresta."
(Porco)


Existem notícias que mudam para sempre as nossas vidas. A chegada de um irmãozinho ou irmãzinha. A mudança para uma nova cidade. A adoção de um novo bichinho de estimação… e por aí vai.

Nem sempre a notícia de que tem alguém construindo um grande barco muda as nossas vidas. Por exemplo, você sabia que o Brasil é um dos cinco maiores construtores navais do mundo? Pois é. Eu também não sabia.

Na belíssima história contada por Efe Queiroz e Rúbia Sibele, acompanhamos a reação de cada um dos animais à surpreendente notícia: A família de Noé está construindo uma arca!

Quem vai? Quem fica? E o mais importante, o que fazer para chegar lá?


NESSA ARCA TEM BICHO
Novembro de 2015


ROTEIRO E ARTE:
Efe Queiroz
ROTEIRO E REVISÃO: Rúbia Sibele

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 60 páginas coloridas, lombada quadrada, formato 21 x 29,5 cm

Esta edição se encontra à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

100%

Eu não quero morrer. Mas, se eu for morrer antes eu quero viver. Eu quero agarrar a vida pelos chifres e domá-la. Irei acendê-la e queimá-la. Irei queimá-la e a queimarei até me chutarem pra fora. E então, vou desaparecer. Mas até lá, eu vou viver. Estou pronto. Vou com tudo. Venha o que vier, cem por cento."
(John)


´100%´ é uma narrativa que traz como premissa uma ficção científica plenamente plausível, entremeada de conflitos humanos absolutamente corriqueiros e dramáticos - em desenhos contemporâneos impregnados de um claro-escuro maravilhoso, com tom acinzentado - onde todas as emoções são levadas às últimas consequências. A história se passa numa Nova York futurista, no inverno de 2038. Há planos para a primeira partida de futebol entre humanos e robôs. A Igreja Católica se posiciona contra. Corporações internacionais como Roca-Cola, Soma-Tek, World Tek, McGonalds e Mercedez-Fenz vislumbram vendas recordes resultantes do merchandise; e medidas preventivas são tomadas contra a venda de partes de corpos humanos na Tailândia, Coréia e Japão. As novas ondas do momento são: 'Luta Gástrica' e 'Dança Gástrica', ambas as atividades, que exigem de seus participantes um comprometimento total, de dentro para fora (literalmente falando). E, apesar de todas essas mudanças sociais e políticas, seis pessoas.. . seis vidas, ainda procuram realizar seus sonhos... sejam com os punhos, seja com a arte... seja com o amor. ´100%´ é uma das mais belas criações do quadrinhistas Paul Pope. Uma narrativa que traz, como premissa, uma ficção cientifica plenamente palpável, entremeada de conflitos humanos absolutamente corriqueiros e dramáticos.

CURIOSIDADE:

* Antes de produzir 100%, Pope foi contratado por cerca de cinco anos pela Kodansha, principal editora de mangá do Japão. Em uma entrevista, ele descreveu a experiência como "o equivalente a uma educação de pós-graduação em 'como contar histórias do jeito mangá'." Um conceito derivado de seu emprego foi a insistência da empresa na importância do conflito interno dos personagens acima de tudo. Nesse sentido, Pope cita esta obra, em particular, como sendo sua tentativa de fazer um "mangá americano".


100%
Editora Opera Graphica
Março de 2006


ROTEIRO E ARTE: Paul Pope

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 240 páginas, sendo as internas em preto e branco, capa dura, formato 17 x 26 cm

OBSERVAÇÃO: Sugerido para leitores adultos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

NADA IMPORTA

"É como se eu fosse um hospedeiro de um corpo que eu não conheço. Como se eu tivesse morrido e tivesse que viver dentro de uma casca."
(Ana)


"Há histórias que a gente conta para entreter, outras para provocar, outras porque gostamos do gênero, mas tem algumas porque são necessárias. Esta é uma delas." Felipe Cagno - Cineasta, editor e roteirista. (trecho do Prefácio). Com um texto sensível e tocante, a obra escancara talvez um dos maiores males da contemporaneidade: a depressão. Uma HQ para refletir.


NADA IMPORTA
2016

ROTEIRO E REVISÃO: Paco Steinberg
ILUSTRAÇÃO, LETTERING E ARTE-FINAL: Hugo Nanni
LAYOUT E DIAGRAMAÇÃO: Will

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 40 páginas, sendo as internas em preto e branco, capa cartão, formato 14,5 x 20,5 cm; lombada com grampos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite Nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

quarta-feira, 20 de junho de 2018

COLEÇÃO ÓPERA HORROR 2 O MORTO DO PÂNTANO

"Aqui tudo é podre... Pântano... Gente... Tudo!"
(Morto do Pântano)


Antes dos "gêmeos" Monstro do Pântano da DC e Homem-Coisa da Marvel existiu O Morto do Pântano, de nosso insuperável quadrinhista Eugênio Colonnese. O Morto do Pântano trata-se de um personagem criado como contraponto para a vampira Mirza, surgida, também, anos antes de inventarem a badalada Vampirella. As duas séries, O Morto do Pântano e Mirza nasceram em 1967 e foram editadas originalmente pela pequena editora Jotaesse. O Morto é uma das mais fantasmagóricas criações dos quadrinhos de terror. Feio e repugnante, vive em um misterioso e sinistro pântano. Ele tem como diversão principal vingar a humanidade e punir os vilões que teimam em invadir seus domínios. Seus inimigos são assassinos, ladrões, traficantes e uma grande variedade de malfeitores que têm suas cabeças abertas e seus pescoços cortados por um gigantesco e afiado machado. Para a presente edição, selecionamos sete das mais representativas histórias que definem bem o perfil sobrenatural e sarcástico deste indefectível personagem. Conheça aqui nosso O Morto do Pântano e apaixone-se por mais uma impagável criatura das trevas. E saiba que, depois, você jamais verá um machado com os mesmos olhos...

CURIOSIDADE: Eugênio Colonnese nasceu em Fuscaldo, na Itália, em 3 de setembro de 1929, e aos dois anos de idade veio para o Brasil com os pais, que buscavam por maiores oportunidades de emprego e renda. Já no país, seus pais se estabeleceram em Santo André, no Estado de São Paulo, e alguns anos depois se mudaram para Montevidéu, no Uruguai. Na adolescência, Eugênio se mudou para Buenos Aires, na Argentina. Em 1948 venceu um concurso de histórias em quadrinhos no Clube Social de La Boca. Iniciou sua carreira quadrinística em 1949, na revista El Tony, na capital argentina, uma quadrinização da novela de Robert Louis Stevenson, "La Resaca", logo em seguida ilustrou uma quadrinização de "La Estrella de la Araucania" de Emilio Salgari, na revista Fantasia.


COLEÇÃO OPERA HORROR 02 O MORTO DO PÂNTANO
Editora Opera Graphica
Março de 2005


ROTEIRO: Luis Quevedo, Luis Meri, Osvaldo Talo e Reinaldo de Oliveira
ARTE: Eugênio Colonnese

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 82 páginas, sendo as internas em preto e branco, capa cartão, formato 16 x 23 cm; lombada quadrada

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

100 Balas 02

"As ruas não são nossas. Apenas o sangue sobre elas é nosso."
(Dizzy)


Dando continuidade à edição anterior, Dizzy, a “chicana maluca”, está pedindo pra se meter em encrenca. Mas como recusar a ajuda dos “santos” Graves, não é? Essa mocinha está determinada. Escondam-se, pois, no banco de trás... há possibilidade de as 100 balas voarem em sua direção...

Um passeio pelo bairro barra pesada onde mora Dizzy, trazer algo mais curioso do que a dura realidade a sua volta. Algo que está agindo nos bastidores... para o bem e para o mal... ou do lado do bem e do lado do mal!

CURIOSIDADE: 100 Balas foi uma série publicada pela Vertigo, selo de quadrinhos adultos da DC Comics, escrita por Brian Azzarello e desenhada pelo argentino Eduardo Risso. A série é formada, curiosamente, por 100 edições e já foi premiada com o Eisner Award e o Harvey Award.


100 Balas 02
Editor Ópera Graphica
Novembro de 2001


ROTEIRO: Brian Azzarello
ARTE: Eduardo Risso

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 32 páginas coloridas, formato 17 x 26 cm; lombada com grampos

OBSERVAÇÃO: Recomendável para público adulto

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

terça-feira, 19 de junho de 2018

MICHÈLLE, A VAMPIRA

"De repente, vejo-a pulando para dentro... com uma galinha nas mãos. E o que ela fez a pobre ave foi horrível! Enterrou seus pontiagudos caninos no seu pescoço! A galinha se debatia e cocoricava, enquanto a criatura bebia seu sangue! Ainda não contente com a maldade que fizera à infeliz galinha... ergueu-a... sobre a cabeça... abriu a bocarra, de dentadura alvíssima... e começou a amassar o corpo sem vida da ave! Ouvi o estalo de seus ossos quebrando... e o que restava de sangue desceu para a boca da endemoniada. A galinha já virara um amontoado de penas e carne moída! A vampira só parou de esmagá-la, quando a última gota de sangue caiu."
(Eusébio)

Michèlle, a Vampira foi criada para as tiras de jornais, em novembro de 1977, e adaptada para as páginas dos quadrinhos nos anos 80. Para fugir do modelo padrão das histórias de terror, foi situada no século 16, durante a invasão francesa no Maranhão, na então colônia portuguesa de além-mar. Michèlle foi contaminada pelo próprio Conde Drácula e chega sedenta de sangue numa terra desconhecida e recém-colonizada e enfrenta a tenacidade do doutor Palmeira, médico paroquial, mas que conhece o fenômeno do vampirismo, e a vingança de Manoel, mutilado pela personagem. Outro detalhe curioso é que Michèlle tinha dupla personalidade quando era uma mortal e conservou essa característica depois de transformada em morta-viva. A saga de Michèlle é eletrizante, ousada e sem concessões. Apresenta um roteiro pulsante e que explora bem as nuances possível de uma vampira perdida no meio do Brasil, disputado pelos colonizadores europeus. Esse álbum reúne todas as seis histórias da personagem, construindo uma saga envolvente, cheira de reviravoltas, com um suspense constante e de ação incessante. Só resta saborear as páginas da trajetória da vampira e pensar duas vezes antes de se aventurar na madrugada pelas ruas sombrias da cidade.

CURIOSIDADE: Nascido em João Pessoa, em 07 de Abril de 1959, Emir Ribeiro iniciou seus trabalhos com quadrinhos desde cedo. Com apenas sete anos de idade, já fazia histórias para o círculo familiar e amigos próximos. Em 1973, com apenas quatorze anos, criou e lançou Velta, sua criação maior, no jornal mural O Comunicador, do Colégio Estadual de Jaguaribe.



MICHÈLLE, A VAMPIRA
Edições Waz
Abril de 2013

ROTEIRO E ARTE: Emir Ribeiro
APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 84 páginas, sendo as internas em preto e branco, formato 17 x 24,5 cm; lombada com grampos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

segunda-feira, 18 de junho de 2018

100 B/R


100 B/R
Borghini Editora

ROTEIRO: Sandro Silva e Jim Silvain
DESENHOS: Carlos Brandino e Jim Silvain
ARTE FINAL: Noriatsu Yoshikawa e Jim Silvain

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 68 páginas, sendo as internas em preto e branco, formato 21 x 27,5 cm; lombada com grampos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

sábado, 16 de junho de 2018

KM BLUES



"Quem me vê passar calado e triste, não resiste em me perguntar o que causou essa transformação. Já estou cansado de contar aquela história, que sempre é a mesma estória que se resume em desilusão."

Flávio, um músico frustrado, recém-divorciado, desassossegado, viaja por São Paulo, numa fuga dentro de si mesmo, uma procura de respostas a perguntas que ele ainda nem descobriu quais são.

Dando carona a uma inusitada companhia, o falecido sambista Cartola, ele visita lugares que fizeram parte de sua vida, reencontrando pessoas, sentimentos e um novo caminho em meio a tantos quilômetros rodados.

CURIOSIDADES:

* Formado no curso técnico de Desenho de Comunicação e graduado em História pela USP. Ministra aulas de histórias em quadrinhos há mais de dez anos na HQ em Foco.



KM BLUES
Dezembro de 2012
Zapata Edições

ROTEIRO: Daniel Esteves
ARTE: Wanderson de Souza
CORES: Willian Gene e Wagner de Souza
DIAGRAMAÇÃO: Marcelo Pitel
REVISÃO: Thais Rimkus

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 104 páginas coloridas, formato 16,5 x 25,5 cm; lombada quadrada

Esta edição está à venda na Sala de Perigo. Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

sexta-feira, 15 de junho de 2018

INSUBSTITUÍVEL


"A ironia raramente está ausente, mesmo no maior dos horrores."
(H.P. Lovecraft)


Até mesmo o mais macabro dos trabalhos torna-se trivial quando repetido seguidamente. Quando cadáveres transformam-se em objetos sendo processados em linha de produção, o coração de um legista torna-se duro e insensível. Porém, imerso nos dias infindáveis, frios e mecânicos de seu açougue humano, ele se depara com um coração que desafia a lógica, a mente... e a sua própria alma.


CURIOSIDADES:


* Em 2016, Marcel Bartholo publicou seu primeiro quadrinho, produziu e ilustrou de maneira independente “Insubstituível”, rendendo uma indicação no HQ MIX como melhor colorista.



INSUBSTITUÍVEL
Novembro de 2016
Editora Ilustradoria


ROTEIRO: Mavian
ARTE: Marcel Bartholo


APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 16 páginas coloridas, formato 21 x 27,5 cm; lombada canoa


Esta edição está à venda na Sala de Perigo1 Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

terça-feira, 12 de junho de 2018

HELL NO! MEU PAI É O DIABO

"Caso você se concentre olhando fixamente pra um espelho, pensando em uma pessoa que você odeia e imaginá-la se ferrando, isso pode acontecer. Só que, fazendo isso, você pode abrir portas pra coisa que não são muito legais entrarem. Talvez não seja recomendável fazer isso. Enfim, lá vou eu... Vamos ver o que me aguarda hoje."
(Lúcio)


Sua família, seu colégio, sua vida, tudo é um inferno quando seu pai é o Diabo!
Hell No! Meu Pai é o Diabo conta a primeira parte da história de Lúcio, filho bastardo do Diabo em pessoa, que tem que te lidar com sua condição de semi-demônio em uma escola para demônios, no qual sua principal preocupação são os malas dos seus dois meio-irmãos. Mas o jogo de poder no Inferno está prestes a mudar.


OBSERVAÇÃO: Não aconselhável a crianças


CURIOSIDADES:

* Leo Finocchi já trabalhou em animações 2D como Turma da Mônica, Sítio do Pica Pau Amarelo, Tromba Trem e Historietas Assombradas, entre outras e 2 longas metragens.



HELL NO! MEU PAI É O DIABO
Setembro de 2017
Balão Editorial


ROTEIRO E ARTE: Leo Finocchi
APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 32 páginas coloridas, formato 15 x 23 cm; lombada canoa


Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

domingo, 10 de junho de 2018

COELHO NERO RECLAME AQUI

"É sempre bom se olhar no espelho antes de julgar os outros."
(Coelho Nero)


O álbum apresenta as desventuras de Nero, o coelho mal-humorado, ranzinza, de temperamento ácido e crítico que está sempre de olho na sociedade, seus costumes, na política e no ser humano em geral. Mas o que ele tem para falar nunca é agradável… o que não o impede de ser muito divertido!

A edição conta com prefácio de Flavio Soares, autor de A vida com Logan, que aponta: “(…) Omar se vale da figura fofinha de um coelhinho bonitinho para pôr para fora seu humor ácido e “mal-humorado”, tratando de temas como política, panfletagem, polícia do Facebook e tudo mais que é sério e que nós, humanos, habilmente conseguimos levar ao ridículo em uma velocidade assustadora através da rede mundial de computadores”.

CURIOSIDADES:

* O quadrinista português, naturalizado brasileiro, Omar Viñole criou o Coelho Nero em 2009 para o formato webcomic.


COELHO NERO RECLAME AQUI
Dezembro de 2017
Editora Marsupial Jupati Books


ROTEIRO E ARTE: Omar Viñole

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 64 páginas coloridas, formato 20,8 x 21,3 cm; lombada quadrada

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

.HACK A LENDA DO BRACELETE DO CREPÚSCULO 06



.hack - A Lenda do Bracelete do Crepúsculo 06
Janeiro de 2007
Editora JBC

APRESENTAÇÃO DA REVISTA: 100 páginas preto e branco, formato 12,5 x 18 cm, lombada quadrada

.hack (pronuncia-se dot hack) é uma franquia multimídia desenvolvida pela CyberConnect2 e distribuída pela Bandai. A série consiste em jogos para PlayStation 2, animes, mangás, e light novels.

A história se passa após quatro anos do jogo .hack//Quarantine, e conta as aventuras dos gêmeos Shugo e Rena, que foram sorteados e premiados com os personagens dos lendários .hackers - Kite e Black Rose (Rosa Negra), no MMORPG fictício The World.

Nessa edição, Shugo e sua turma precisam fugir dos administradores do sistema, mas eles têm conhecimento total sobre o “The World”… O único lugar para onde podem ir é o Net Slum, o local dentro do mundo que ao mesmo tempo fica fora dele. Kamui, chefe dos cavaleiros cobaltos, quer confiscar a chave para o Net Slum, mas Shugo pretende fazer o que for preciso para levar a pequena Zefie à sua mãe, a Aura! Quem poderá ficar em seu caminho? 

CURIOSIDADE:

* Essa série foi publicada, originalmente, na revista japonesa Comptiq (ou Konputiku, no original, cujo nome é uma mistura das palavras "computer" e "boutique"), especializada em jogos eletrônicos (sem necessariamente fazer resenhas, atendo-se a informações) e, claro, mangás.

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

sexta-feira, 8 de junho de 2018

GUIA CULINÁRIO DO FALIDO



Comer é um momento de alegria dos mais democráticos. Cozinhar, por outro lado, é um pouco menos popular. Por sorte, de uns tempos pra cá, o ato de cozinhar vem se tornando tão popular quanto o de comer - um acontecimento maneiro, sozinho ou acompanhado, em que você produz algo legal. Tão legal que pode ser apresentado até em quadrinhos! E nem precisa dar certo! Ao terminar de ler estas páginas, talvez você não esteja sabendo cozinhar melhor, nem tenha aprendido nenhuma receita infalível (todas são, no mínimo, bastante abertas a interpretações!), mas o que importa mesmo é, assim como em qualquer boa aventura na cozinha, que a leitura é diversão garantida.
(Tavião, cocriador do Rolê Gourmet)

CURIOSIDADE:

* Guia Culinário do Falido é uma história em quadrinhos brasileira lançada pela Balão Editorial em 2015 e que traz histórias curtas desenvolvidas pelos quadrinistas Leo Finocchi, Marília Bruno, Samanta Flôor, Felipe 5Horas e Fernanda Chiella apresentando receitas culinárias de forma humorística. O livro ganhou o Troféu HQ Mix de 2016 na categoria "melhor publicação de humor".



GUIA CULINÁRIO DO FALIDO
Setembro de 2015
Balão Editorial


Com as histórias:
- Macarrão Abandonado (roteiro e arte de Leo Finocchi)
- Hambúrguer (roteiro e arte de Marilia Bruno)
- Craca Vegetariana (roteiro e arte de Samantha Flôor)
- Bolo de Caneca (roteiro e arte de Samantha Flôor)
- Yakimeshi Surpresa (roteiro e arte de Felipe 5horas)
- Brigadeiro de Panela Monstro (roteiro e arte de Felipe 5horas)
- Molho Maravilhoso (roteiro e arte de Fernanda Chiella)
- Mad Coxinha Fury Road (roteiro e arte de Fernanda Chiella e Felipe 5horas)

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 28 páginas, sendo internas em branco e preto, formato 14,5 x 20,5 cm; lombada com grampos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

10 PÃEZINHOS FANZINE

Fábio Moon e Gabriel Bá são irmãos gêmeos, trabalham juntos e são apaixonados por Histórias em Quadrinhos. Suas histórias já foram publicadas em inglês, espanhol e italiano. Mas, antes de tudo isso acontecer, eles criaram o fanzine "10 Pãezinhos".

Este livro conta como tudo começou, reunindo as histórias curtas publicadas no fanzine de 1997 a 2001, além de tiras, editoriais e muitas imagens que mapeiam uma estrada de duas vidas, mostrando que todo rio vem de uma pequena nascente e pode crescer até suas margens se perderem no horizonte.

CURIOSIDADE:

* Originalmente, o título 10 Pãezinhos se refere ao fanzine (publicação independente feita por fãs, termo que dá nome a esse livro, aliás) produzido pelos autores no passado. Neste formato, os irmãos chegaram a publicar quarenta edições do título.
 
 
10 PÃEZINHOS - FANZINE
Outubro de 2007
Editora Devir


ROTEIRO E ARTE: Fábio Moon e Gabriel Bá

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 218 páginas, sendo internas em branco e preto, formato 16,5 x 24 cm; lombada quadrada

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite a nossa loja virtual! www.saladeperigo.com.br

quinta-feira, 7 de junho de 2018

FREAK TEENS




"Mais uma segunda-feira. Mais uma semana sem feriado e ainda um monte de provas e trabalhos pra entregar... Tomara que a fase adulta seja mais fácil que essa."
(Igorhugo)


Veruska Verruguinha não tem muitas amigas, por isso anda sempre com Igor e Frank. É criada pela avó, seus pais estão em uma longa viagem pela Romênia. Gosta de esoterismo e acredita ter os poderes de uma bruxa.

Igorhugo tem muitos amigos... virtuais. Fica horas no computador, tanto que desenvolveu uma corcunda. Adora quadrinhos, games e tecnologia.

Frank Punk curte esportes radicais, principalmente skate. Tem um QI abaixo de zero, o que ajuda muito na hora de fazer suas manobras insanas.


FREAK TEENS
Novembro de 2016
Gibigang


ROTEIRO E ARTE: Júlio Magá

APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO: 16 páginas, sendo internas em branco e preto, formato 15 x 21 cm; lombada canoa com grampos

Esta edição está à venda na Sala de Perigo! Visite nossa loja virtual : www.saladeperigo.com.br